Saber falar bem em público, não se sentir intimidado com agrupamentos, conseguir manter uma conversa interessante, saber colocar suas opiniões; todos estes pontos são importantes no desempenho profissional e na qualidade das relações. E são habilidades que devem ser desenvolvidas desde cedo para que na vida adulta não seja tão difícil superar estas barreiras.

O desenvolvimento da linguagem de uma criança é muito influenciado pelo ambiente em que vive. Crianças e adolescentes com mais desenvoltura nas áreas da linguagem são sujeitos que tiveram mais oportunidades de fala no ambiente familiar. Atitudes simples como conversar durante as refeições, saber como foi na escola e, principalmente, demonstrar interesse pelos assuntos que a criança espontaneamente aborda são estimuladores para o desenvolvimento das habilidades comunicativas.

Quanto mais a criança for estimulada a conversar sobre diferentes assuntos, mais apta estará a gerenciar melhor as relações interpessoais, se tornando mais dinâmica e circulando bem por diferentes espaços.

Quem já é adulto e sente dificuldade para falar em público, deve começar com pequenos grupos de pessoas conhecidas, que possam transmitir segurança e darem um feedback sobre a experiência. Estudar previamente o assunto que será discutido auxilia muito na hora da apresentação. Utilizar material de apoio como anotações, esquemas e imagens são idéias para amenizar o nervosismo de falar em público.

Contribuição da fonoaudióloga do Espaço Dom Quixote

Fernanda Helena Kley Garcia