Vamos pensar um pouco sobre a Educação Infantil, já que está prevista na Lei de Diretrizes e Bases 9349, promulgada em 1996, garantindo a toda criança de zero a seis anos o direito de frequentá-la. Mas, aí percebemos algumas dúvidas e/ou questionamentos dos pais quanto a Educação Infantil:

  • A Educação Infantil é importante?
  • Com que idade a criança deve estar na escola?
  • O que se faz na Educação infantil?
  • Entre outros….

A educação infantil é a primeira etapa da vida escolar da criança e tem como finalidade o desenvolvimento cognitivo, social e motor.

A integralidade desse desenvolvimento na Educação Infantil acontece através do brincar. As atividades são mais lúdicas, mas sem esquecer-se dos aspectos físicos, psicológicos, intelectuais e sociais.

A Educação Infantil é um espaço lúdico, onde as crianças aprendem da forma mais interessante e respeitando o ritmo dos alunos, pois se sabe que entre os 2 e 5 anos, a criança não tem a mesma possibilidade de concentração de uma criança de outra faixa etária. A criança nesta idade é mais dispersa e muda constantemente de atividade.

Portanto, é de extrema importância que se entenda que o trabalho realizado em sala de aula vai muito além de apenas cuidar, o profissional precisa encontrar formas pedagógicas para inserir os jogos e brincadeiras na educação de seus alunos, fazendo com que o conhecimento da criança evolua livremente e prazerosamente.

Através da Educação Infantil a criança tem a possibilidade de conhecer suas características e habilidades e assim trabalhar a partir delas no pessoal e no social.

A lei prevê acesso a Educação Infantil dos zero aos seis anos, mas importante destacar que a escola não é só um espaço para “cuidar” das crianças enquanto os pais trabalham e, sim, um espaço significativo na vida escolar da criança. Um período de enorme desenvolvimento. Portanto, conhecer a proposta da escola, interagir com o professor e não repassar obrigações da família à escola é fundamental para uma boa Educação Infantil.

Contribuição da psicopedagoga do Espaço Dom Quixote,

Alexsandra Leal